Publicado por: José QUEIROZ | 06/08/2011

SECRETARIA DE TURISMO PREJUDICA SALVADOR

SECRETARIA DE TURISMO DA BAHIA PREJUDICA SALVADOR

José QUEIROZ, guia e especialista em turismo interno

Por incrível que pareça, Salvador, formalmente, não tem uma indústria turística! A segunda mais importante atividade econômica da atualidade, responsável pela geração de milhões de empregos, impostos, e bem estar social, não é administrada pelo município – que tem os atrativos! – mas que são explorados pela Saltur e pela Bahiatursa, que são, literalmente, empresas, de capital misto, do governo e da iniciativa privada, e que obviamente tem interesses e privilégios que não alcançam a população. Isto com a conivência da prefeitura e a proteção da Secretaria de Turismo do Estado, Setur, que acusa governos passados de gestão autoritária, mas não mudou o modelo que rende bilhões ao estado e a seus parceiros, e pior, arruinou o turismo da cidade nos últimos cinco anos.  

Os primeiros estudos para a viabilidade do turismo em Salvador começaram na década de 50, a Bahiatursa foi criada em 1968, e em 1970 já havia um Plano de Turismo do Recôncavo, que não saiu do papel, obviamente, e que foi reeditado em 1974, com o nome de Projeto Baía de Todos os Santos, que tampouco foi concretizado. Inicialmente a Bahiatursa esteve responsável pela hotelaria, depois por toda a atividade, que ganhou expressividade com a lei do tombamento em 1972, que transformou o Pelourinho num fabuloso atrativo para captação de recursos e turismo para o município, que não o administra. O Centro Histórico foi tombado formalmente em 1985, a Emtursa (atual Saltur) foi fundada em 1986, em 1992 começou a primeira grande reforma, e em 1995 foi criada a Secretaria de Cultura e Turismo, separadas em 2007, quando foi criada a Setur.

Na última reunião entre órgãos dos governos municipal e estadual e a comunidade do Pelourinho, dia 04/08, a representante da Setur, Cássia Magalhães, ainda usava o discurso que culpa gestões passadas pela degradação física e social do Pelourinho, que está a cinco anos administrado pelo governo atual, que o utiliza para captar recursos, mas culpa outros órgãos por este estado de coisas, principalmente da incompetente, entreguista e vergonhosa prefeitura de Salvador. O último recurso, R$ 80 milhões, foi captado em junho, em nome da Baía de Todos os Santos, e segundo o secretário Domingos Leonelli, será utilizado no Pelourinho também. O Recôncavo Baiano tem sido vítima desse modelo, a exemplo dos projetos de 1970 e 1974, lamentavelmente, porque a região é uma das mais importantes, histórica e culturalmente, da América Latina, mas a falta de instituições e profissionais competentes a mantém como uma das mais atrasadas do continente.

A instituição que administra o turismo numa região tem a obrigação de estar atenta e cobrar as obrigações das outras, pois o turismo precisa de muitas delas para funcionar, em compensação fomenta muitas outras atividades, incrementa a economia dos lugares, e estimula a formação e o crescimento cultural dos povos. Mas o governo brasileiro tem explorado o turismo como empresa, a exemplo da EMBRATUR, prejudicando e dificultando o desenvolvimento do turismo interno. A Setur tem a obrigação de ajudar os municípios com potencial turístico a organizar a atividade, não explorá-la! O interesse da Secretaria está voltado para os resorts e os cruzeiros, negócios milionários feitos com seus parceiros operadores, que fomentam também as viagens ao exterior, prejudicando sensivelmente os atrativos internos, como Salvador.

Itaparica foi completamente abandonada pela Secretaria, que nem o passeio de escuna da Baía de Todos os Santos foi capaz de atualizar. As companhias de barco precisam de incentivo para modernizar a frota; o Terminal Turístico do Comércio é uma vergonha, sujo, desestruturado e incômodo; o pier precisou da intervenção de outra secretaria para ser concluído; o serviço de praia na Ilha dos Frades está caótico pela retirada das barracas; e até hoje o governo da Bahia não foi capaz de designar e estruturar um lugar para curtir uma das praias de águas mornas e tranqüilas da ilha.

Manque Seco é outro absurdo! Nem acesso para carros comuns tem! Não tem um posto de saúde, salva vidas, coleta e tratamento de lixo, um pier estruturado, incentivo e formação para bugueiros, nem aproveitamento do potencial do turismo ecológico. Nem escola a partir do 5º ano tem! Para chegar a Mangue Seco os carros que saem de Salvador ou Praia do Forte tem que entrar no estado de Sergipe, e são barrados na divisa, onde a Polícia Militar de Sergipe cobra um documento que não existe para vans, segundo informações da ANTT, dando lugar a práticas vergonhosas para o turismo. Entretanto, a famigerada AGERBA, que absurdamente controla coisas díspares na Bahia, cobra caro de vans, micros e ônibus para conceder licenças para circular no estado da Bahia, dificultando e desestimulando os investimentos em passeios turísticos que ajudaria a desenvolver lugares como Mangue Seco. Os transportadores e as agências de receptivo não recebem os mesmos incentivos que operadoras e resorts.

Salvador precisa ter o controle de seu turismo! É preciso que se cobre dos candidatos à Prefeitura e à Câmara conhecimentos, um plano, e responsabilidade com esta atividade que é importantíssima para o município. Precisa de uma secretaria de turismo ocupada por um técnico, com poderes de governo, que se responsabilize pela condução do turismo, que interaja com os municípios do entorno, principalmente do Recôncavo Baiano que tem potencial gigantesco e desperdiçado, e desenvolva a atividade para o bem comum da região. Se bem conduzido o turismo poderá alavancar de vez o desenvolvimento econômico e sócio cultural de Salvador. É só a Setur deixar!

About these ads

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 807 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: